Vacinação contra influenza começa nesta segunda-feira

A campanha, que começa com a vacinação de idosos e trabalhadores da saúde, será realizada em três fases e público-alvo deve respeitar o cronograma do Ministério da Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia inicia nesta segunda-feira, 23/03, por determinação do Ministério da Saúde, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Este ano, a campanha foi antecipada e será realizada de 23 de março a 22 de maio e o Dia D de mobilização será em 9 de maio. A Campanha  será desenvolvida em três fases e atende a um público prioritário de pessoas que estão mais expostas ao vírus.

Na primeira fase, que começa nesta segunda-feira, 23/03, vão receber a vacina os idosos a partir de 60 anos e os trabalhadores da saúde. A população-alvo deste grupo é de 177.284 pessoas.  A segunda fase começa no dia 16 de abril e é destinada aos professores das escolas públicas e privadas, profissionais da força de segurança e salvamento e portadores de doenças crônicas não transmissíveis. A terceira fase se inicia em 9 de maio e vai atender gestantes, puérperas (mulheres que deram a luz há pouco tempo), crianças entre 6 meses a menores de 6 anos, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, povos indígenas, pessoas com deficiência e adultos de 55 a 59 anos de idades. O público-alvo total é de 508.943 pessoas.

O objetivo da campanha é reduzir as internações, as complicações e mortes decorrentes das infecções causadas pelo vírus da influenza na população alvo para a vacinação. A meta é vacinar no mínimo 90% dos grupos elegíveis para a vacinação. 

A Secretaria Municipal de Saúde vai disponibilizar 71 salas de vacina para atender a população.  Os espaços serão adequados para evitar a aglomeração de pessoas, constituindo uma ação preventiva ao novo coronavírus, pandemia que atingiu o mundo no início deste mês.

”O Ministério da Saúde tomou a decisão de realizar esta campanha com um mês de antecedência, que historicamente acontecia em abril, pelo momento que o mundo passa no combate ao coronavírus e em virtude da confirmação de casos no país, apesar desta vacina não prevenir contra esse novo vírus. Com isso, pretende-se proteger a população contra a influenza além de minimizar o impacto sobre os serviços de saúde. Destaca-se que os sintomas desta doença são semelhantes aos do coronavírus e essa antecipação visa reduzir a carga da circulação de influenza na população”- explica a gerente de imunização da SMS, Polyana Braga .

É importante lembrar que a apresentação de documento de identificação é obrigatória para todos os grupos prioritários. Para alguns grupos é preciso comprovar a necessidade de receber a vacina, como prescrição médica, certidão de nascimento do bebê, cartão da gestante ou documento profissional. 

Lista dos postos de vacinação 1
Lista dos postos de vacinação 2

Adriana Moraes- editoria de Saúde 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *