Evento em Brasília incentiva jovens a serem cidadãos globais

Inscrições para o Efeito+ podem ser feitas pela internet

Estão abertas as inscrições para estudantes do ensino médio do Distrito Federal participarem do Efeito+ Oficina em Educação para Cidadania Global.

O encontro será no dia 26 de outubro e vai discutir com os jovens o que significa ser um cidadão global e como é possível contribuir, de maneira simples e no dia a dia, para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU).

A oficina, organizada pela ONG educacional AFS Brasil, contará com palestras interativas e atividades práticas, nas quais os participantes poderão formar, colaborativamente, soluções criativas sobre como colocar em ação mudanças no local onde vivem.

“A escolha do público de ensino médio aconteceu pois já é o público que o AFS trabalha e também por assumirmos um compromisso de ajudar a disseminar a informação dos ODSs para a juventude brasileira”, conta Bianca Mello, coordenadora do Efeito+.  

Líderes locais que atuam nas áreas relacionadas aos 17 ODS participarão das atividades e encorajarão os estudantes a refletir sobre os temas e expandir perspectivas para a cidadania global.

A primeira edição do Efeito+ ocorreu em 2016, no Rio de Janeiro. Desde então, já foram 11 edições do evento, envolvendo mais de 700 jovens, em oito cidades brasileiras: Rio de Janeiro, São Paulo, Manaus, Natal, João Pessoa, Assis (SP), Ibirité (MG), Dourados (MS).

EFEITO +Jovens debatem como contribuir para alcançar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.
Edição do Efeito+ no Rio de Janeiro – Bianca Mello/Efeito+/Direitos resrevados

As inscrições podem ser feitas até a quinta-feira (24), pelo site da organização. O evento gratuito ocorre ao longo do dia e inclui almoço aos participantes.

Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

Em setembro de 2015, 193 países-membros da ONU estabeleceram metas relacionadas a 17 temas que devem ser alcançadas até 2030.

Dentre as metas estabelecidas estão erradicar a pobreza no mundo; acabar com a fome e garantir segurança alimentar para todos; tornar as cidades ambientes inclusivos, seguros e sustentáveis; alcançar igualdade de gênero; garantir água limpa e saneamento para todos; reduzir as desigualdades dentro dos países e entre eles; assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis e outras.

Por Agência Brasil