6 coisas que você não pode jogar no lixo comum e como fazer o seu descarte

Pilhas, lâmpadas fluorescentes e termômetros possuem metais poluentes na composição e, por isso, devem ser descartados separadamente

Na hora de descartar o lixo de casa, é muito importante tomar certos cuidados. Isso porque existem objetos que – apesar de parecerem inofensivos – possuem substâncias tóxicas e, por isso, não podem ser descartados normalmente. A pilha é um dos exemplos que a maioria das pessoas já conhece, mas existem diversos outros itens, presentes no nosso dia a dia, que também devem ser descartados de forma diferente. Quer conhecê-los? É só continuar lendo!

1. Pilhas e baterias

Como já citamos acima, as pilhas e baterias estão entre os principais itens que você não pode descartar no lixo comum. Isso porque elas possuem metais pesados (como o zinco) em sua composição e, quando entram em contato direto com o solo, podem contaminar a terra e os lençóis freáticos. Por isso, o ideal é que você tenha em casa um lixinho separado para descartar todas as pilhas e baterias velhas. O lado bom é que já existem aterros sanitários próprios para o descarte desses itens, o que ameniza os danos para o meio ambiente.

2. Óleo de cozinha

Você sabia que existe um jeito certo de descartar o óleo de cozinha? Isso porque, quando despejado de forma errada (na torneira ou vaso sanitário, por exemplo), ele acaba contaminando a água e o solo, impactando negativamente no meio ambiente. Por isso, é importante que você armazene o produto em uma garrafa pet ou outro recipiente descartável para, então, levar até algum posto de reciclagem.

Vale ressaltar que, caso você despeje o óleo no vaso sanitário ou torneira, ele pode ficar retido nos canos de esgoto e, assim, acabar atraindo bichos e microrganismos causadores de doenças. Além disso, corre o risco de o óleo contaminar rios e lagos – portanto, é muito importante que você faça o descarte correto!

3. Lâmpadas fluorescentes

As lâmpadas fluorescentes também precisam ser descartadas separadamente. Isso porque, assim como as pilhas e baterias, elas possuem mercúrio e metais poluentes em sua composição. Portanto, para que elas não afetem o meio ambiente (ou seja, poluam o solo e os lençóis freáticos) também é importante que sejam encaminhadas para uma estação própria de descarte. O ideal é que você as embale em folhas de jornal e, então, procure um lugar adequado para jogá-las fora.

4. Celulares, computadores e lixos eletrônicos

Celulares, computadores e até mesmo aparelhos de televisão também não podem ser descartados normalmente, pois fazem parte da categoria “lixo eletrônico”. Esses equipamentos modernos sofrem com o mesmo problema das pilhas, baterias e lâmpadas fluorescentes: possuem uma grande quantidade de metais pesados em sua estrutura, que são poluentes para o meio ambiente. Por isso, é fundamental que você os descarte em lixos separados. O lado bom é já existem esses pontos de descarte em muitas cidades.

5. Termômetros

Sabe o termômetro que você usa para medir a temperatura (e descobrir se está ou não com febre)? Pois é, caso ele quebre ou seja danificado, também deve ser descartado de um jeitinho especial. Isso porque ele também possui mercúrio na composição, de modo que pode contaminar as águas, intoxicar os peixes, animais e o meio ambiente de forma geral.

Por isso, não se esqueça também de descartar esse item em um lixo separado (junto com as pilhas e baterias). Vale lembrar que, caso o vidro do termômetro se quebre em algum momento, é fundamental que você não encoste no mercúrio e evite ao máximo o contato com o objeto. Neste caso, é importante colocá-lo dentro de um saquinho plástico bem vedado para, depois, jogar no lixo apropriado.

6. Remédios

Muita gente não sabe, mas os remédios também não podem ser descartados em lixos comuns. Isso porque eles possuem substâncias químicas poluentes para o solo – e, por isso, devem ser encaminhados para centros de descarte especiais. Os medicamentos fazem parte da categoria “lixo hospitalar”, junto com rejeitos radioativos, instrumentos perfurocortantes (como agulhas e bisturis) e até mesmo exames de raio X, que também possuem substâncias químicas poluentes. Todos esses itens devem ser descartados separadamente, ok?

Por casapraticaqualita.com.br