Casei, e agora? As dicas para economizar na vida a dois

Fazer um planejamento financeiro do casal é ideal para não acumular dívidas

“Quem casa, quer casa”, já diz o ditado. Mas só a casa não é o suficiente: muitas vezes os recém-casados sofrem sérios problemas nos primeiros meses – ou até anos – do casamento por não conseguirem manter a economia doméstica sob controle. Depois de casar, fazer o orçamento da casa – e principalmente não sair dele – é desafiador e pode parecer impossível. Afinal, são duas pessoas com pensamentos muitas vezes opostos responsáveis por um mesmo dinheiro. Porém, economizar no lar dos casados não precisa ser um pesadelo. Nessa matéria você vai encontrar dicas de como organizar melhor as finanças da sua casa e fazer com que o casal viva melhor.

Não tenha medo de falar sobre dinheiro

Muitos casais acabam tendo problemas porque o dinheiro é tão temido que falar sobre ele se torna assustador. É essencial na economia do lar que tudo seja conversado e acordado entre quem compartilha a casa. Por isso, nada de medo ao falar sobre dinheiro! A sinceridade e o diálogo na hora de discutir os gastos e ganhos são cruciais.

Faça uma planilha

Parece bobo e clichê, mas a planilha de gastos e orçamento é a maneira mais clara e organizada de você e seu par perceberem quais são os custos básicos com a casa e quais são supérfluos. Coloque no papel tudo o que os dois ganham, inclusive a renda extra, e quais são as despesas (aluguel, parcela da casa, mercado, contas, cartão de crédito etc.). Esse hábito vai permitir que o casal veja quanto está disponível para futuros planos ou até mesmo o lazer.

Planeje gastos grandes

Se vocês querem fazer uma viagem ou comprar um carro não dá para decidir isso de uma hora para outra. O ideal é pagar tudo à vista e, se não, dar o maior valor de entrada possível. Acha que não dá para fazer isso? É aí que está o segredo: planejar com antecedência. Poupar um pouco todo mês em busca de um objetivo faz com que ele seja alcançado sem dívidas.

Reserve dinheiro para o lazer

Não dá para ficar paranoico só pensando nas contas. Além de acabar com o humor de qualquer um, o excesso de preocupação com as finanças faz mal para a relação dos recém-casados, além de não resolver absolutamente nada. No seu orçamento, depois das despesas separadas, sempre reserve um dinheiro para o lazer e diversão com o seu amor.

Não se esqueça dos projetos individuais

Um erro muito comum cometido por recém-casados é focar demais nos projetos do casal e esquecer que ainda existem duas pessoas diferentes no lar. Façam planos juntos, mas fortaleçam os projetos individuais. Esquecer de si mesmo para pensar só na vida a dois causa frustração, podendo levar a excessos repentinos para compensar o problema e, consequentemente, a um rombo no orçamento.

Por casapraticaqualita.com.br