Atenção motociclista: A Honda dá dicas de como cuidar melhor da sua moto

A Honda selecionou algumas dicas de como lavar a sua moto para aumentar a durabilidade de seus componentes, proteger a pintura e deixá-la sempre perfeita para pilotar.

Lavagem

Lavar a sua moto requer alguns cuidados importantes, pois esse é um modo de contribuir para a sua conservação.

– Em primeiro lugar, evite a utilização de equipamentos de alta pressão para lavar a sua motocicleta. O jato direto e a alta temperatura podem danificar os componentes, desprender faixas e adesivos, remover a graxa dos rolamentos da coluna de direção e da suspensão traseira, além de danificar a pintura.

– Procure um local com sombra para realizar a lavagem. Se a espuma dos produtos secar em contato com o sol, há grandes chances de manchar a pintura. Além disso, deixe sempre o motor frio, pois a água fria no motor quente pode danificá-lo.

– Para evitar danos às peças metálicas, plásticas e de borracha, bem como danos à pintura, perda de brilho, descoloração e oxidação, dê preferência a produtos de limpeza neutros − não utilize solventes, produtos abrasivos nem detergentes.

– Não use lã de aço ou produtos abrasivos para limpar os raios e/ou as rodas. Isso pode remover a camada protetora e iniciar o processo de oxidação.

– Os resíduos da combustão eliminados pelo dreno podem sujar a superfície do escapamento. Então, siga sempre os procedimentos normais de limpeza e não obstrua o dreno.

– Pulverize querosene no motor, escapamento, rodas e cavalete lateral. Depois, remova os resíduos de óleo e graxa com um pincel.

– Retire as incrustações de piche com querosene puro, mas lembre-se de enxaguar com bastante água, pois o querosene ataca as peças de borracha. Por isso, é importante protegê-las antes da aplicação.

– Lave a carenagem, o tanque, o assento, as tampas laterais e os para-lamas com água e shampoo neutro, fazendo movimentos circulares com um pano macio.

– Não aplique cera protetora, massa ou produtos para polimentos nas peças plásticas sem pintura. Isso pode danificá-las permanentemente, sendo necessária a sua troca.

Evite a oxidação

Diferentemente dos automóveis, o chassi e outras peças metálicas das motocicletas ficam expostos, podendo oxidar (enferrujar) com mais facilidade. Para controlar os efeitos da oxidação, lave a motocicleta frequentemente (seguindo as orientações do item anterior).

Calibre sempre os pneus

A pressão e as condições dos pneus são fundamentais para proporcionar mais estabilidade, conforto, segurança e durabilidade desses itens. No Manual do Proprietário, você pode conferir qual a pressão correta dos pneus de sua motocicleta. Quanto à frequência, é indicado que eles sejam calibrados quinzenalmente ou a cada 1.000 km (o que ocorrer primeiro).

Antes de sair de casa

Realizar a inspeção antes de pilotar é um processo simples e rápido. Em apenas alguns minutos, você verifica os principais itens da moto, como motor, freios, pneus e embreagem, e garante a sua segurança.

Para mais informações, consulte o Manual do Proprietário.

Troca de óleo com regularidade

A primeira troca de óleo deve ser realizada aos 1.000 km, e isso vale para todas as motos. Já as demais trocas são feitas conforme indicado no Manual do Proprietário de cada modelo.

Lembre-se de que é normal o nível de óleo baixar; daí a importância de sempre verificar e, se necessário, completar o óleo. Você também deve realizar a troca dele uma vez por ano ou a cada intervalo indicado na Tabela de Manutenção.

Caso utilize a sua motocicleta regularmente em vias não pavimentadas, terrenos irregulares e com muita poeira, lama ou umidade, por exemplo, procure fazer a troca com mais frequência. Outras condições severas de uso, como chuva, aceleração máxima ou acelerações rápidas frequentes, requerem maior atenção.

Para cuidar ainda melhor da sua moto, use o Óleo Genuíno Honda, que foi especialmente desenvolvido para a sua linha de motores. Além de lubrificar as peças do motor e prevenir o seu desgaste, o uso do óleo recomendado melhora a partida e contribui para a economia de combustível, entre outros benefícios.

Pilotagem segura

Pilotar uma motocicleta requer certos cuidados e atenção às medidas de segurança no trânsito.

A seguir, confira algumas informações importantes que a Honda selecionou para você:

• Para evitar danos e acidentes, sempre inspecione a motocicleta antes de ligar o motor.

• Pilote somente se for habilitado e não empreste a sua motocicleta a pilotos inexperientes.

• Obedeça às leis de trânsito e respeite os limites de velocidade.

• Nunca deixe a motocicleta sozinha com o motor ligado.

• Respeite as condições do tempo e das estradas, pilotando em baixa velocidade.

• Faça a manutenção corretamente e nunca pilote com pneus gastos.

• Em caso de acidente, avalie a gravidade dos ferimentos pessoais e a condição da motocicleta para certificar-se de que é seguro continuar pilotando. Se necessário, chame uma ambulância ou acione o serviço mais pertinente para a situação. Se o acidente envolver terceiros, obedeça às leis estabelecidas.

Assim que possível, procure uma concessionária Honda para inspecionar a motocicleta.

Equipamento de proteção

• Para reduzir as chances de ferimentos fatais, a Resolução Contran n. 203, de 29 de setembro de 2006, estabelece a obrigatoriedade do uso do capacete pelo piloto e passageiro. O não cumprimento implicará as sanções previstas pelo Código de Trânsito Brasileiro.

• Use somente capacetes com o selo do Inmetro. Isso significa que o capacete atende aos requisitos de segurança previstos pela legislação brasileira. A viseira do capacete deve ser transparente (não pode ter película) e precisa estar totalmente abaixada durante a pilotagem.

• O uso de óculos de proteção é obrigatório por lei quando o capacete não possui viseira.

• Escolha um capacete de cor clara e visível, com adesivos refletivos de segurança na frente, nas laterais e na traseira do casco. Ao utilizar a motocicleta para transporte remunerado de cargas, devem ser usados os refletivos obrigatórios para capacete, colete do piloto e baú, conforme a Resolução Contran n. 219, de 11 de janeiro de 2007.

• O capacete deve ajustar-se bem à sua cabeça. Prenda-o de modo firme ao colocá-lo.

• Mantenha a sua motocicleta sempre equipada com as Peças Originais Honda de acordo com o modelo.

• Use botas ou calçados fechados e resistentes. Utilize também luvas e roupas de cor clara e visível, de tecido resistente ou couro. O passageiro necessita da mesma proteção.

• Não use roupas soltas que possam enganchar nas peças móveis.

Conteúdo produzido por honda.com.br